Estadual

CORONAVÍRUS 13/03/2020 10:33

Governadores da Amazônia Legal pressionam União por ajuda no combate ao coronavírus

Em carta conjunta, assinada ao final do Fórum dos Governadores da Amazônia Legal, realizado em Belém (PA), o grupo pede recursos para enfrentar preventivamente o avanço do coronavírus na região

Da Redação

Os governadores e vice-governadores dos estados que compõem a Amazônia Legal assinaram carta conjunta, na qual solicitam reforços ao Governo Federal para as medidas de prevenção e combate ao Coronavírus. Este é o primeiro bloco de governadores a se reunir para traçar ações conjuntas para conter o contágio da doença no Brasil.

A carta foi assinada na noite de quinta-feira (12), ao final do Fórum dos Governadores, realizado em Belém (PA) durante esta semana. Até o momento, nenhum caso de Coronavírus foi registrado nos estados do consórcio: Mato Grosso, Pará, Amapá, Maranhão, Roraima, Tocantins, Amazonas e Acre.

“Em Mato Grosso, temos tomado e continuaremos a tomar todas as medidas necessárias, seguindo os protocolos do Ministério da Saúde. A Secretaria de Estado de Saúde também tem divulgado periodicamente a situação dos casos suspeitos. Ainda que não tenhamos nenhum caso confirmado, é necessário agir de forma preventiva”, ressaltou o governador Mauro Mendes (DEM). 

“Ante o cenário de emergência sanitária, manifestamos nossa preocupação com  o advento do coronavírus (Covid-19), com suas potenciais consequências para a saúde da população”, diz ainda um trecho do documento.

Na carta, o grupo requisita da União o imediato aporte de recursos financeiros e de insumos para custear as ações emergenciais referentes ao avanço do vírus, além da “habilitação e imediata instalação adicional de 1.000 leitos de UTI para reforço da rede de cuidados intensivos” para estes estados.

Atuação de MT

No Estado, no mês de fevereiro foi instituído o Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COE-MT), que é composto por profissionais do Estado, municípios e autoridades do Ministério Público.

O Centro de Operações é o responsável por tomar as decisões estratégicas ligadas ao monitoramento e combate à propagação do vírus. Além disso, o Estado já conta com um planejamento da assistência para tratar os casos da doença quando ela chegar em Mato Grosso.

Vale destacar que até o momento nenhum caso suspeito foi confirmado como positivo para a doença no Estado. Estão sendo monitorados seis casos suspeitos no estado, provenientes de cinco municípios; até o momento, não há casos confirmados no Estado.

Os pacientes apresentam sintomas relativos à doença respiratória e possuem histórico de viagem para países onde há a circulação do novo vírus. Os seis casos que levantam a suspeita do COVID-19 estão em Lucas do Rio Verde (1), Araputanga (1), Cuiabá (2), Nova Xavantina (1) e Várzea Grande (1).


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo