Nacional

100 DIAS DE INJUSTIÇA 15/07/2018 13:21

Preso a 100 dias Lula segue firme e líder nas pesquisas para presidência

Condenado em um processo totalmente fraudado e presdo desde o dia 7 de abril, o ex-presidente Lula mantém a serenidade e a disposição de continuar lutando pela sua liberdade e por um Brasil para todos, por isso, vem reafirmando sua candidatura à Presidência mesmo atrás das grandes

Da Redação

O ex-presidente Lula completou neste domingo, 15, 100 dias cárcere político e sequestrado por parte de determinados setores do Judiciário, do Ministério Público, do Congresso e das empresas monopolizadas da mídia tradicional, capitaneadas pela Rede Globo/GloboNews. 

O petista, reconhecido internacionalmente como preso político, depois de três meses e 10 dias, continua isolado e incomunicável numa masmorra da sede da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

O encarceramento de Lula, uma manobra já escancarada para o mundo inteiro que visa apenas impedir que ele seja candidato a Presidência da República, vem sendo garantido principalmente pelo ao ativismo jurídico-político da equipe da força tarefa da Lava Jato, comandada pelo juiz do PSDB, Sérgio Moro e pelo procurador Daltan Dellagnol, um fundamentalista e especulador imobiliário simpatizante tucano, com a ajuda franca e criminosa da Rede Globo/Globonews e outras grandes empresas da imprensa tradicional.

Em um vídeo publicado nas suas redes sociais, a  senadora e presidente do PT, Gleisi Hoffman, em que comenta os 100 dias da prisão política do ex-presidente Lula, e foi enfática ao condenar a postura do judiciário: "O judiciário tem um lado nesta disputa, politizou o processo. Nós não vamos desistir de Lula e do Brasil".

A senadora gravou e publicou o vídeo em Havana, Cuba, onde se encontra participando da 26º conferência do Foro de São Paulo. "Que crime cometeu Lula para estar preso? a tentativa de soltá-lo, com base em uma argumentação justa foi frustada, parte do judiciário mostra que tem lado", lamenta Gleisi. 

Ela ressalta que a participação do Partido dos Trabalhadores no Foro de São Paulo "tem o papel de denunciar o golpe de Estado em curso no Brasil" e que "Lula voltará a ser presidente do Brasil". 


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo